Três erros comuns de quem participa de licitações públicas

Três erros comuns de quem participa de licitações públicas

Apesar de ser um processo público, participar de licitações nem sempre é fácil. Cada edital tem suas características e detalhes a serem observados, e qualquer descuido pode custar a perda de um bom contrato para sua empresa. São muitos detalhes a serem observados e, nem sempre, o empresário consegue perceber tudo. Muitas vezes, perde-se uma licitação por um descuido simples, que poderia ser evitado com uma análise cuidadosa do projeto. Aliás, ao alocar pessoas sem experiência em licitações, você pode diminuir suas chances de obter sucesso nesta empreitada. De nossa experiência neste tipo de processo, aprendemos a importância de contar com uma equipe preparada para estes momentos. Por isso, preparamos uma lista com três erros que costumamos notar em empresas que concorrem a licitações de forma independente. Leia abaixo e entenda mais sobre estas questões:

Desconhecer as regras do edital

Infelizmente, esta é um cenário muito comum no decorrer de processos licitatórios. Costuma ocorrer quando uma empresa, ao basear-se apenas na descrição do produto ou serviço, negligencia fatores importantes dispostos no edital. Esta situação ocorre com frequência para empresas em suas primeiras tentativas concorrendo à licitações. Ainda sim, não é incomum que este erro seja repetido, por descuido, por empresas experientes. Para evitar este condição, indicamos que, antes de decidir se vai ou não participar do processo licitário, você leia o edital com atenção . Não adianta se ater apenas à descrição do produto ou serviço. É preciso verificar cada item, pois, se sua empresa vencer o processo e não cumprir algum item, poderá ser punida.

Deixar de identificar a empresa em todos os documentos enviados

Seguindo a lógica da leitura atenta do edital, os interessados em um processo licitatório devem se ater a outros fatores fundamentais. Um destes, comumente negligenciado, é a atenção aos documentos requisitados. Algumas propostas tornam-se relativamente simples ao exigirem a apresentação de poucos documentos. Muitas vezes, porém, estas propostas devem ser compostas por diversas planilhas ou documentos que explanam sobre o projeto concebido pela empresa. Quando esta situação ocorrer, ressaltamos: sempre coloque o logotipo da sua empresa ou outra forma de identificação. Algum documento poderá se perder e isso pode ser motivo para sua desclassificação no processo licitatório.

Postergar as atividades relacionadas ao processo licitatório

A equipe envolvida deve reconhecer a importância dos prazos relativos ao processo licitatório. Esse último conta com um prazo inerente a cada etapa da concorrência à licitação e cada data deve receber atenção da equipe envolvida. Complementando a dica sobre documentações, por exemplo, não deixe para reunir a documentação necessária para o último dia ou momento. Nem sempre os documentos podem ser obtidos de imediato. Por via das dúvidas, confira bem qual o prazo para entregar a documentação e se antecipe. Além da entrega de documentos, é importante seguir outros prazos contidos no processo e estabelecer seus próprios prazos. Considerando as complexidades envolvidos emm um processo licitatório, você e sua equipe precisam ter controle das ações relacionadas à empresa.


Esperamos que este conteúdo possa ajudar-lhe no momento de concorrer em seu próximo processo licitatório! Sabemos das dificuldades envolvidas nestes momentos e, além de lhe auxiliar com estes conteúdos, esperamos que você conte com o suporte adequado, tanto na fase de licitação quanto na execução do contrato, para prevenir riscos e, com isso, possibilitar o aumento da rentabilidade dos negócios. Você quer aprender outras questões fundamentais sobre processos licitatórios? Confira nosso novo Guia Introdutório das Licitações Públicas e obtenha informações importantes relativas a essa área!